Sermão de sexta-feira da Mesquita do Brás – O questionamento no dia do juízo final – Seyyed Ali Mousawi – 17/09/2021

Primeiro sermão

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

Louvado seja Deus, o Senhor do universo, que a paz e a bênção de Deus estejam com o profeta Mohammad (S.A.A.S.), seus purificados Ahlul Bait (A.S.), seus bons companheiros e todos os seus profetas e mensageiros.

Recomendo a todos, e a mim mesmo o temor a Deus.

Deus, o altíssimo, disse no Alcorão Sagrado: “E detende-vos lá, porque serão interrogados”. (37:24)

Vários interpretadores afirmam que os referidos aqui neste versículo serão os incrédulos. Eles serão questionados por suas ações antes de avançar. Espero que nós não estejamos entre este grupo.

A pergunta é o que será que Deus perguntará para as pessoas. Será que é sobre as recomendações? Sobre o que elas poderiam ter feito de atos recomendados como leitura do Alcorão, orações recomendadas ou visita ao Imam Hussein (A.S.)? Sobre o que Deus irá questionar? Certamente não será sobre os atos recomendados e sim sobre os atos obrigatórios. Ele me questionará sobre as orações obrigatórias, sobre o jejum, sobre os direitos que eu deveria cumprir perante as pessoas.

Numa passagem o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) dizia: “O servo não dará nenhum passo sobre o SIRAT (Ponte) enquanto ele não prestar contas sobre 4 questões: sobre sua vida e como a passou. E sobre a juventude e como a passou. Sobre sua riqueza e como conquistou e onde a gastou. E sobre a nossa tutela (Ahlul Bait).”

A vida… 20, 30, 50 ou 80 anos. Como passaram? Esta será a primeira pergunta e questionamento. Deus pergunta ao homem como passou a sua vida, como a passou e o que fez.

A juventude faz parte da vida, mas certamente citar a juventude neste dito refere-se a importância desta fase da vida. É a fase na qual a pessoa está no auge da energia. Como ele passa esta fase na qual a pessoa está no auge de sua força, seus prazeres, de sua vontade e desejos? Como será que ela passará esta fase?

A riqueza e onde conseguiu sua riqueza. É como a receita federal te intimar e pedir prestação de contas sobre onde você conseguiu suas riquezas. É com certeza muito válida esta prestação de contas. Se a fonte é lícita ou não. Além disso Deus perguntará onde como você gastou aquilo.

Sabem que estará aliviado nesta fase? Aquele que não tiver nenhum saldo ou riqueza pois ele será pouco questionado e a prestação de contas dele será rápida. É como se alguém tivesse muita bagagem para passar na alfândega. É lógico que vai demorar, pois tem que prestar contas.

Certa vez o Imam Ali (A.S.) foi questionado sobre como Deus irá cobrar todas as pessoas. O Imam respondeu: “Veja como Deus sustenta todas as pessoas todos os dias enquanto ninguém vê Ele. Da mesma forma será no dia do juízo final. Todos serão julgados e cobrados ao mesmo tempo”.

Este abençoado versículo que citamos acima no início do sermão nos indica que no dia do juízo final todos serão cobrados e que todos serão questionados.

Louvado seja Deus, o Senhor do universo, que a paz e a bênção de Deus estejam com o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) e sua purificada linhagem.

Segundo sermão

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

Louvado seja Deus, o Senhor do universo, que a paz e a bênção de Deus estejam com o profeta Mohammad (S.A.A.S.), seus purificados Ahlul Bait (A.S.), seus bons companheiros e todos os seus profetas e mensageiros.

Aquele que praticar os atos obrigatórios e evitar as ilicitudes serão os bem-aventurados no dia do juízo final.

Deus, o altíssimo, disse no Alcorão Sagrado: “(É a lei) daqueles que transmitem as Mensagens de Deus e O temem, e a ninguém temem, senão a Deus, e basta Deus para que Lhe rendam contas”. (33:39)

Aqueles que transmitem as mensagens de Deus, aqui referem-se os sábios, aqueles que transmitem a Sua mensagem. Aqui eu citei este versículo pois estamos vivendo a ocasião de 8 de Safar, o falecimento do grande Sábio Ayyatullah Al-Khoei, o líder e mestre da Hawzah de Najaf. E que Deus abençoe a alma de todos os sábios, como o Seyyed Mohammad Baquir Assadr, sua irmã Mártir Bent Al-Huda, e outros sábios, os recentes como Seyyed Mohammad Saíd Al-Hakim e seu pai Seyyed Mohsen Al-Hakim. Além dele, o primeiro Mártir o qual escreveu o livro de Lum´a e o segundo mártir os quais foram martirizados na prisão, sendo que o primeiro além de ser executado teve seu corpo queimado e suas cinzas espalhadas pelo ar. Seu nome era Mohammad Al-Jezzini Al-Ameli. Estes foram sábios de Jabel Amel.

Estes sábios realmente preservaram e guardaram a mensagem do Islam e a transmitiram por gerações até chegar a nós nos dias de hoje. O dia do falecimento destes sábios foi um dia de luto para os Ahlul Bait (A.S.) pois eles carregavam a mensagem dos Ahlul Bait (A.S.) e a transmitiam por gerações. Estes sábios foram justos, eles convocaram a paz e o amor entre todas as pessoas e entre todos os muçulmanos. Eles nunca foram preconceituosos e sempre desejavam que a palavra do Islam chegasse a todos.

Louvado seja Deus, o Senhor do universo, que a paz e a bênção de Deus estejam com o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) e sua purificada linhagem.

«